A Importância dos Stakeholders

Publicado em 20 junho 2013

1 comentários


Mantive, propositadamente, uma palavra importada no título deste tópico. Essa opção não resultou apenas da inexistência de uma expressão simples em português para expressar a mesma ideia e nem do fato de que o uso desse termo está sendo cada vez mais comum no ambiente acadêmico e na mídia especializada nacional. Na realidade, fiz a opção pelo uso dessa palavra pelo simbolismo que vejo na importação dos próprios conceitos de gestão que ela representa.


Com efeito, existe uma revolução embutida nesse conceito desde que a palavra inglesa foi cunhada por Robert Freeman para indicar todos os públicos, segmentos e setores interessados em, envolvidos com, ou afetados por um determinado projeto, empreendimento ou iniciativa. No caso de uma empresa, instituição ou organização, os "stakeholders" abrangem desde os acionistas, dirigentes e colaboradores, como também os fornecedores, clientes, investidores, associações empresariais, sindicatos, repartições e órgãos governamentais, além das comunidades e públicos diretamente afetados pelos respectivos empreendimentos e atividades. Considerar toda essa variada (e quase sempre conflitante) multiplicidade de interesses está no cerne da difícil arte da gestão moderna.


Junto com a palavra, importamos o conceito, que floresceu e mostrou os seus resultados nos mercados de países que se desenvolveram antes de nós. No âmbito desse movimento, começamos a perceber que uma empresa não sobrevive proficuamente, com estabilidade e sustentavelmente, se considerar apenas os interesses imediatos de seus acionistas, ou seja, se perseguir somente a lucratividade a qualquer custo (como costumava ser o método gerencial praticado até o século passado). Evidentemente, este continua sendo um importante objetivo a considerar. Mas, a ponderação certa da sua importância no cotejo harmonioso e justo com todos os demais tipos de interesse acabou por dar origem ao conjunto de métodos com os quais o moderno mercado empresarial brasileiro já se acostumou e que geralmente é tratado com o rótulo mais amplo de sustentabilidade socioambiental, conquanto esse também me pareça ser um termo impróprio (conforme já tive oportunidade de conceituar no tópico "Responsabilidade Socioambiental", que publiquei neste blog em outubro do ano passado).


O fato concreto na nossa realidade atual é que qualquer empresa de porte precisa se constituir em uma parceria honesta e justa com todos os seus "stakeholders", tratando-os com ética e respeito. É essa parceria que garantirá a sustentabilidade da empresa e a ajudará no cumprimento de sua missão, como um conjunto harmonioso, justo e socialmente necessário. Entender bem e exercitar esse conceito é dar consequência prática às formulações teóricas que costumam ser estabelecidas no planejamento estratégico da maior parte das empresas nacionais (algumas seduzidas pelas técnicas modernas de gestão e de governança corporativa, mas sem lhes alcançar integralmente o sentido e o propósito).

  • COMPARTILHE:

1 comentários para "A Importância dos Stakeholders"

werbeth ribeiro dos inocentes
werbeth ribeiro dos inocentes disse: 30 junho 2013
sou de pleno a cordo quando a afirmação de partes interessadas,qualquer projeto tem andamento com êxodo,desde que sabiamente seja posta de maneira coerente.
employees or managers to Coordinators, due to the routine of work leaves unnoticed some important topics palnejamento .....
   in my perception beyond the planning devi also be a good run I see this very flawed in the city where I work as a mere collaborator realize that equioe managers still have umpensamento retrograde and militarism, few have the ease of mastery and leadership ....

Deixe uma resposta O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Propósito

Publicado em 04 junho 2018

1 comentários

No mês de maio passado, tive a chance de participar de um extraordinário curso (Executive Program) na Singularity University, organização acadêmica estrategicamente localizada no Vale do Silício, na Califórnia. Já há algum tempo, eu vinha acompanhando o desempenho dessa Universidade, interessado no experimento educacional da instituição fundada pelo icônico Raymond Kurzweil, Diretor de Engenharia da Google e referência mundial para assuntos ligados à Inteligência Artificial. Agora, aparecendo a...
Leia mais »

Viva a Diversidade!

Publicado em 25 janeiro 2018

4 comentários

Somos o país dos desperdícios. Mais do que isso: não sabemos tirar proveito das coisas boas que temos, principalmente quando elas nos foram dadas de presente pela natureza, pelo acaso ou pela história. Muitas vezes, não tiramos proveito delas porque simplesmente não as identificamos e nem as reconhecemos como coisas valiosas. Outras vezes, até chegamos a enxergar o seu valor ou o seu potencial, mas não conseguimos nos organizar para conviver com muitas dessas riquezas e, quase sempre,...
Leia mais »

Eficiência na Gestão Pública

Publicado em 30 setembro 2015

7 comentários

O atendimento no sistema público de saúde já vem sendo questionado e criticado pelos brasileiros há muito tempo. De fato, ao contrário de muitas outras nações (inclusive algumas tidas como desenvolvidas) optamos, aqui, por um sistema básico de saúde, de natureza pública, para assistência gratuita e universal. Foi uma decisão política nacional que vem se consolidando ao longo do tempo, criando expectativas de direitos e, por isso mesmo, alimentando as justas queixas pelas deficiências...
Leia mais »

A importância do Capital Cívico para uma nação

Publicado em 25 agosto 2015

14 comentários

No item anterior deste blog mencionei o livro de Alain Peyrefitte, publicado no Brasil com o título "A Sociedade de Confiança", É uma esplêndida obra de referência. Nela, o intelectual francês e homem de larga experiência política (onze vezes ministro de Estado) apresentou dados copiosos para embasar a suas convicções de como teriam ocorrido o desenvolvimento europeu e a estruturação das sociedades naquele continente. No conjunto, ressalta a proeminência da "confiança", ingrediente essencial...
Leia mais »

Filantropia

Publicado em 11 agosto 2015

3 comentários

Muito já se especulou e se disse sobre a influência das raízes culturais (incluindo valores, princípios e circunstâncias) sobre as atitudes e comportamentos característicos dos diversos povos e sociedades. Não pretendo aventurar-me nesses meandros sociológicos e filosóficos, tanto porque muitos ainda comportam preferências e controvérsias, como também e principalmente pelo fato de que pretendo abordar, no espaço restrito deste tópico, apenas os hábitos nacionais relacionados com a filantropia,...
Leia mais »